| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

REVISTA FORMAS & MEIOS
Desde: 03/02/2005      Publicadas: 754      Atualização: 31/10/2005

Capa |  ARTES PLÁSTICAS  |  ARTESANIA  |  ATUALIDADES  |  CARANGO  |  CHARGE  |  CINEMA ANTIGO  |  CLÁSSICA  |  CONTANDO HISTÓRIAS  |  CRÉDITOS  |  CULTURA  |  DEAD ROCK  |  DISCOS / SHOWS  |  EDITORIAL  |  EXPOSIÇÕES  |  F&M FEMININA  |  F&M WORLD  |  FILMES EM CARTAZ  |  FOTOTECA  |  GALERIA VISCONDE  |  GIGANTES DO JAZZ  |  IMPRENSA  |  LITERATURA  |  MAURÍCIO CARDIM  |  MPB  |  MUSEUS  |  PARCERIAS  |  PERSONALIDADES  |  PINTORES  |  PORTFÓLIO  |  PROJETOS  |  QUEM SOMOS  |  RÁDIO  |  REDAÇÃO  |  SAÚDE  |  SPcentro  |  TEATRO  |  TELEVISÃO  |  TENDÊNCIAS  |  TVZONA


 GIGANTES DO JAZZ

  28/04/2005
  0 comentário(s)


Milt Jackson (1923-1999)

O vibrafonista Milt Jackson, apelidado "Bags", é indubitavelmente o principal vibrafonista do jazz pós-swing, e talvez o maior de todo o jazz. Nascido em Detroit, em 1923, começou tocando violão e piano, antes de se decidir pelo vibrafone na adolescência. Em 1945, fazendo parte de um grupo de Detroit, encontrou-se com Dizzy Gillespie pela primeira vez. Depois foi chamado por Dizzy para seu sexteto em New York, e também para a sua big band. Ou seja, Bags esteve presente na cena bebop desde seus primórdios, e foi o primeiro vibrafonista a dominar o novo estilo.
O nome de Bags está indissoluvelmente ligado a essa verdadeira instituição do jazz que se chama Modern Jazz Quartet. Participou do grupo desde a sua origem, em 1952, quando a formação ainda não era a definitiva. Bags era o elemento de impacto, o homem de ponta do MJQ. Como diz Bruno Schiozzi, "ele cresceu entre as tórridas sintaxes do bebop, homem de jam sessions por natureza e vocação". Em comparação com o som de seus parceiros, o fraseado ágil e incisivo de Bags poderia parecer inadequado para o austero conjunto. Mas só aparentemente. Na realidade, completava maravilhosamente o som geral do grupo. O enfant terrible Jackson era o parceiro perfeito para o enfant gâté Lewis. O contexto sonoro proporcionado por John Lewis, Percy Heath e Connie Kay, permite, ainda, apreciar quão elegante e equilibrada é, na realidade, a música de Milt Jackson.
Além das gravações com o MJQ, Jackson realizou também várias gravações sob seu próprio nome.
Bags logrou estabelecer o vibrafone dentro do ambiente competitivo do bebop. Sua música é um modelo de competência e consistência, um paradigma de virtuosismo, criatividade e elegância. Ao mesmo tempo que experimentava formatos novos e sofisticados dentro da estética da third stream, Bags se mantinha fiel às raízes do blues. Ao mesmo tempo que seu vibrafone amiúde explode veloz e nervoso nas composições mais rápidas, também se mantém expressivo e nobre nas baladas. Essa vida toda dedicada ao jazz da mais alta qualidade fez com que Bags se tornasse uma unanimidade entre a crítica jazzística. Em 1997 Milt Jackson recebeu, juntamente com Billy Higgins e Anita O'Day, o prêmio "American Jazz Master" do National Endowment for the Arts, o mais importante prêmio de jazz dos EUA, que é concedido somente aos maiores nomes.

Milt Jackson (1923-1999)



  Mais notícias da seção DIVULGAÇÃO no caderno GIGANTES DO JAZZ
03/05/2005 - DIVULGAÇÃO - Count Basie (1904-1984)
Count Basie é sinônimo de big band, assim como Duke Ellington. Começou com pianista em um cinema, tocou com os Blue Devils do contrabaixista Walter Page e depois com a orquestra de Bennie Moten. A carreira de bandleader começou em 1935, quando recrutou alguns músicos da extinta orquestra de Moten. Basie foi para Nova York com sua recém-organizada o...
27/04/2005 - DIVULGAÇÃO - Oscar Peterson
Este pianista canadense é um dos músicos de jazz mais conhecidos do grande público. Revelado no projeto Jazz At The Philarmonic de Norman Granz, Peterson tem sido, durante cinco décadas, um grande divulgador do jazz. Tocou com os maiores nomes da cena e é sempre uma grande atração em todos os festivais de que participa. Gosta muito de tocar em trio...
27/04/2005 - DIVULGAÇÃO - Duke Ellington (1899-1974)
O pianista e bandleader Duke Ellington nasceu em 19 de abril de 1899, em Washington DC, Edward Kennedy Ellington mais tarde receberia o apelido de Duke (duque) de um amigo de infância, por sua maneira pomposa de se vestir. Filho de um casal pertencente à classe média negra, Ellington teve uma infância tranqüila. Seu pai era mordomo na Casa Branca ...
27/04/2005 - DIVULGAÇÃO - Dizzy Gillespie (1917-1993)
O trompetista Dizzy Gillespie é um dos mentores do bebop e um dos criadores da linguagem do trompete jazzístico moderno, é um verdadeiro embaixador da música. Os únicos trompetistas que se equiparam a Dizzy, em termos de importância musical e histórica, são Louis Armstrong e Miles Davis. Nascido em Cheraw, Carolina do Sul, John Birks Gillespie expe...



Capa |  ARTES PLÁSTICAS  |  ARTESANIA  |  ATUALIDADES  |  CARANGO  |  CHARGE  |  CINEMA ANTIGO  |  CLÁSSICA  |  CONTANDO HISTÓRIAS  |  CRÉDITOS  |  CULTURA  |  DEAD ROCK  |  DISCOS / SHOWS  |  EDITORIAL  |  EXPOSIÇÕES  |  F&M FEMININA  |  F&M WORLD  |  FILMES EM CARTAZ  |  FOTOTECA  |  GALERIA VISCONDE  |  GIGANTES DO JAZZ  |  IMPRENSA  |  LITERATURA  |  MAURÍCIO CARDIM  |  MPB  |  MUSEUS  |  PARCERIAS  |  PERSONALIDADES  |  PINTORES  |  PORTFÓLIO  |  PROJETOS  |  QUEM SOMOS  |  RÁDIO  |  REDAÇÃO  |  SAÚDE  |  SPcentro  |  TEATRO  |  TELEVISÃO  |  TENDÊNCIAS  |  TVZONA
Busca em

  
754 Notícias