| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

REVISTA FORMAS & MEIOS
Desde: 03/02/2005      Publicadas: 754      Atualização: 31/10/2005

Capa |  ARTES PLÁSTICAS  |  ARTESANIA  |  ATUALIDADES  |  CARANGO  |  CHARGE  |  CINEMA ANTIGO  |  CLÁSSICA  |  CONTANDO HISTÓRIAS  |  CRÉDITOS  |  CULTURA  |  DEAD ROCK  |  DISCOS / SHOWS  |  EDITORIAL  |  EXPOSIÇÕES  |  F&M FEMININA  |  F&M WORLD  |  FILMES EM CARTAZ  |  FOTOTECA  |  GALERIA VISCONDE  |  GIGANTES DO JAZZ  |  IMPRENSA  |  LITERATURA  |  MAURÍCIO CARDIM  |  MPB  |  MUSEUS  |  PARCERIAS  |  PERSONALIDADES  |  PINTORES  |  PORTFÓLIO  |  PROJETOS  |  QUEM SOMOS  |  RÁDIO  |  REDAÇÃO  |  SAÚDE  |  SPcentro  |  TEATRO  |  TELEVISÃO  |  TENDÊNCIAS  |  TVZONA


 GIGANTES DO JAZZ

  27/04/2005
  0 comentário(s)


Oscar Peterson

Este pianista canadense é um dos músicos de jazz mais conhecidos do grande público. Revelado no projeto Jazz At The Philarmonic de Norman Granz, Peterson tem sido, durante cinco décadas, um grande divulgador do jazz. Tocou com os maiores nomes da cena e é sempre uma grande atração em todos os festivais de que participa. Gosta muito de tocar em trio, e também em duo com guitarristas e violinistas. Seus parceiros musicais mais constantes são os contrabaixistas Ray Brown e Niels-Henning Orsted Pedersen e os guitarristas Herb Ellis e Joe Pass. O modo pelo qual o prestígio de Peterson transcende as fronteiras do jazz fica evidente pelo fato de ter feito parcerias inclusive com grandes solistas clássicos, como o violinista Itzhak Perelman. O estilo de Peterson é multifacetado, indo do stride piano até o impressionismo cool, passando pelo swing pelo bebop e até mesmo pelo clássico. Alguns críticos o censuram por seu ecletismo e por absorver os estilos da moda. Seu virtuosismo incomparável o faz tender ocasionalmente ao espetacular. Talvez essas críticas possam ser aplicáveis a uma ou outra de suas execuções, porém o certo é que a vasta obra de Peterson está repleta das mais impecáveis execuções jazzísticas. Ele é capaz dos fraseados mais elegantes, equilibrados e espontâneos. A verdade é que é admirável o modo como, ao longo de cinco décadas, Peterson conseguiu manter um nível musical tão alto em sua obra.

Entre suas influências estão Art Tatum e Nat "King" Cole. De acordo com Lalo Schifrin, se Bill Evans é o Chopin do jazz moderno, Oscar Peterson é o seu Liszt. O grande violinista clássico Yehudi Menuhin, em seu livro A música do homem, fez uma apreciação eloqüente da música de Peterson: "Algum dia eu gostaria de tocar com o pianista canadense Oscar Peterson, certamente um dos músicos mais notáveis de qualquer época, cuja virtuosidade inventiva causa inveja a seus pares; ele é único no domínio puro e compreensão sutil de seu instrumento. Representa o auge de uma tradição que perdurou na América do Norte através deste século".

Oscar Peterson



  Mais notícias da seção DIVULGAÇÃO no caderno GIGANTES DO JAZZ
03/05/2005 - DIVULGAÇÃO - Count Basie (1904-1984)
Count Basie é sinônimo de big band, assim como Duke Ellington. Começou com pianista em um cinema, tocou com os Blue Devils do contrabaixista Walter Page e depois com a orquestra de Bennie Moten. A carreira de bandleader começou em 1935, quando recrutou alguns músicos da extinta orquestra de Moten. Basie foi para Nova York com sua recém-organizada o...
28/04/2005 - DIVULGAÇÃO - Milt Jackson (1923-1999)
O vibrafonista Milt Jackson, apelidado "Bags", é indubitavelmente o principal vibrafonista do jazz pós-swing, e talvez o maior de todo o jazz. Nascido em Detroit, em 1923, começou tocando violão e piano, antes de se decidir pelo vibrafone na adolescência. Em 1945, fazendo parte de um grupo de Detroit, encontrou-se com Dizzy Gillespie pela primeira ...
27/04/2005 - DIVULGAÇÃO - Duke Ellington (1899-1974)
O pianista e bandleader Duke Ellington nasceu em 19 de abril de 1899, em Washington DC, Edward Kennedy Ellington mais tarde receberia o apelido de Duke (duque) de um amigo de infância, por sua maneira pomposa de se vestir. Filho de um casal pertencente à classe média negra, Ellington teve uma infância tranqüila. Seu pai era mordomo na Casa Branca ...
27/04/2005 - DIVULGAÇÃO - Dizzy Gillespie (1917-1993)
O trompetista Dizzy Gillespie é um dos mentores do bebop e um dos criadores da linguagem do trompete jazzístico moderno, é um verdadeiro embaixador da música. Os únicos trompetistas que se equiparam a Dizzy, em termos de importância musical e histórica, são Louis Armstrong e Miles Davis. Nascido em Cheraw, Carolina do Sul, John Birks Gillespie expe...



Capa |  ARTES PLÁSTICAS  |  ARTESANIA  |  ATUALIDADES  |  CARANGO  |  CHARGE  |  CINEMA ANTIGO  |  CLÁSSICA  |  CONTANDO HISTÓRIAS  |  CRÉDITOS  |  CULTURA  |  DEAD ROCK  |  DISCOS / SHOWS  |  EDITORIAL  |  EXPOSIÇÕES  |  F&M FEMININA  |  F&M WORLD  |  FILMES EM CARTAZ  |  FOTOTECA  |  GALERIA VISCONDE  |  GIGANTES DO JAZZ  |  IMPRENSA  |  LITERATURA  |  MAURÍCIO CARDIM  |  MPB  |  MUSEUS  |  PARCERIAS  |  PERSONALIDADES  |  PINTORES  |  PORTFÓLIO  |  PROJETOS  |  QUEM SOMOS  |  RÁDIO  |  REDAÇÃO  |  SAÚDE  |  SPcentro  |  TEATRO  |  TELEVISÃO  |  TENDÊNCIAS  |  TVZONA
Busca em

  
754 Notícias