| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

REVISTA FORMAS & MEIOS
Desde: 03/02/2005      Publicadas: 754      Atualização: 31/10/2005

Capa |  ARTES PLÁSTICAS  |  ARTESANIA  |  ATUALIDADES  |  CARANGO  |  CHARGE  |  CINEMA ANTIGO  |  CLÁSSICA  |  CONTANDO HISTÓRIAS  |  CRÉDITOS  |  CULTURA  |  DEAD ROCK  |  DISCOS / SHOWS  |  EDITORIAL  |  EXPOSIÇÕES  |  F&M FEMININA  |  F&M WORLD  |  FILMES EM CARTAZ  |  FOTOTECA  |  GALERIA VISCONDE  |  GIGANTES DO JAZZ  |  IMPRENSA  |  LITERATURA  |  MAURÍCIO CARDIM  |  MPB  |  MUSEUS  |  PARCERIAS  |  PERSONALIDADES  |  PINTORES  |  PORTFÓLIO  |  PROJETOS  |  QUEM SOMOS  |  RÁDIO  |  REDAÇÃO  |  SAÚDE  |  SPcentro  |  TEATRO  |  TELEVISÃO  |  TENDÊNCIAS  |  TVZONA


 MUSEUS

  17/09/2005
  1 comentário(s)


Museu Imperial de Petrópolis - RJ

Por: Francisco Martins
Fotos: Arquivo AgênciaFM

O Museu Imperial, foi inaugurado em 16 de março de 1943, pelo então presidente Getúlio Vargas. E está instalado no antigo Palácio de Verão do Imperador D. Pedro II, cuja construção durou quase duas décadas - 1845/1862, e deu origem a uma vila, hoje, a cidade de Petrópolis. A planta e o projeto da cidade ficou à cargo dos arquitetos José Maria Jacinto Rebelo e Joaquim Cândido Guillobel. Com o banimento da Família Imperial, em conseqüência da Proclamação da República, o prédio foi alugado sucessivamente para colégios. Comprado pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, o palácio foi transferido para o Patrimônio da União, que possibilitou a criação do museu, em 1940, de acordo com um decreto-Lei nº 1096, de 29 de março daquele ano. Todo o acervo do Museu Imperial, foi formado pela transferência de coleções de outros órgãos culturais, além de compras e doações. Com um total de 7 866 objetos representativos da cultura nacional e estrangeira do século XIX, entre numismática, esculturas e pinturas. Pertencem ao museu peças únicas que pode-se destacar o cofre em porcelana de Sèvres e bronze da Princesa de Joinville e mais os objetos-símbolos da Monarquia Brasileira: a coroa imperial de D. Pedro I, os trajes e a coroa majestáticos de D. Pedro II, e o cetro dos dois imperadores.

Museu Imperial de Petrópolis - RJFONTE DE PESQUISA

Como deveriam ser todos os museus, o Arquivo Histórico do Museu Imperial, é uma rica fonte de estudos e pesquisas do período monárquico brasileiro para pesquisadores e historiadores do país. Com um acervo contendo quase 100 mil documentos, nele encontram-se importante parte da iconografia brasileira, bem como o Arquivo da Casa Imperial do Brasil, que fora todo doado pelo Príncipe D. Pedro de Orleans e Bragança, em 1948. A biblioteca, contém documentos com toda história do Brasil Imperial, tem aproximadamente 40 mil volumes, dentre os quais, 3 500 obras raras, com edições originais de Debret, Rugendas, Saint-Hilarie, John Mawe e outros. Desde a sua criação, o Museu Imperial tem a finalidade de preservar e expor o patrimônio cultural do período da Monarquia Brasileira, e mostrar, também, a formação histórica do Estado do Rio de Janeiro, em especial, da cidade de Petrópolis. O museu vem sempre oferecendo alguns cursos, seminários e exposições e promovendo atividades de caráter educativo. Com mais de 51 anos de existência e atividades ininterruptas, a estrutura original do prédio necessitou de transformações, modernizando-se e adaptando-se, para atender melhor às necessidades do processo cultural e da sociedade. Acompanhando, assim, as transformações e a ampliação do conceito "museu", e até mesmo da própria museologia, que são a base de seu trabalho atual. Desde 1991, o Museu Imperia tem o apoio de uma Sociedade de Amigos que fora criada, que dizem, ser para estimular o desenvolvimento de sua missão institucional.

UM POUCO MAIS DE HISTÓRIA

Em 1822, D. Pedro I, viajando em direção à Vila Rica, Minas Gerais, para buscar apoio ao movimento da nossa Independência, encantou-se com a Mata Atlântica e o clima ameno da região serrana. Hospedou-se na Fazenda do Padre Correia e chegou a fazer uma oferta para comprá-la. Diante da recusa da proprietária, D. Pedro resolveu comprar, por 20 contos de réis, a Fazenda do Córrego Seco, pensando em transformá-la um dia no Palácio da Concórdia. A crise política sucessória em Portugal e a insatisfação interna foram determinantes para o seu regresso à terra natal, onde ele viria a morrer sem voltar ao Brasil. A fazenda do Córrego Seco foi deixada como herança para seu filho, D. Pedro II, que nele construiria sua residência favorita de verão. A construção do prédio em estilo neoclássico, onde funciona atualmente o MUSEU IMPERIAL, teve início em 1845, e foi concluída em 1862. Para dar início à construção, D. Pedro II assinou um decreto em 16 de março de 1843, criando Petrópolis. Uma grande leva de imigrantes europeus, principalmente alemães, sob o comando do engenheiro Júlio Frederico Koeler, foi incumbida de levantar a cidade, construir o Palácio e colonizar a região. Com a Proclamação da República, em 1889, a Princesa Isabel alugou o Palácio para o Colégio Notre Dame de Sion. Mais tarde, foi a vez do Colégio São Vicente de Paula ocupar o prédio.
Entre seus alunos, havia um apaixonado por História: Alcindo de Azevedo Sodré. Graças à ele, que sonhava acordado nas noites silenciosas, com a transformação do seu colégio em um Museu Histórico, o presidente Getúlio Vargas criou em 16 de março de 1943, o Museu Imperial. Sendo, Alcindo de Azevedo Sodré seu primeiro diretor. Atualmente, encontra-se à frente da instituição, desde 1990, a museóloga Maria de Lourdes Parreiras Horta.
O museu fica no centro de Petrópolis, Rua da Imperatriz, nº 220, e distante 70 km da cidade do Rio de Janeiro. A partir do Rio, você deverá utilizar a rodovia BR - 040- e após o pedágio, tem duas opções para chegar lá: Via Quitandinha ou via Bingen. Se nunca foi à Petrópolis, opte pela 1ª, e tenha como referência a Catedral de Petrópolis.



  Mais notícias da seção MUSEUS no caderno MUSEUS
19/09/2005 - MUSEUS - Museu Republicano de Itu
O Museu Republicano \"Convenção de Itu\" é um museu histórico, dedicado ao período conhecido como \"República Velha\" (1889-1930). Oficialmente inaugurado em 18 de abril de 1923 como extensão do Museu Paulista, foi com esse museu incorporado à Universidade de São Paulo em 1963. Situado na cidade de Itu e integrado à sua região, tem funcionado como ...
06/09/2005 - MUSEUS - MUSEU BMW DE CURITIBA
O Museu BMW de Curitiba foi iniciado em 1975 com a aquisição do modelo R61. Nesta época o seu fundador João Carlos Ignaszewski ainda não imaginava que iria formar uma das maiores coleções particulares da América do Sul. A coleção é constituída por 23 motocicletas e 12 automóveis sendo que destes, 6 motos e 2 carros. O modelo mais antigo de motocicl...
04/08/2005 - MUSEUS - MUSEU DO EXPEDICIONÁRIO
Criado em 1946, o Museu do Expedicionário ilustra a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial e, com destaque para a participação dos soldados paranaenses. Com farto material histórico, incluindo muitas ilustrações, mapas, livros e documentos da época. Estão expostos vários materiais bélicos e armamentos utilizados na guerra pela Força Expe...
03/08/2005 - MUSEUS - Museu Oscar Niemeyer
Seguindo projeto de Oscar Niemeyer, mais novo museu de Curitiba foi inaugurado em novembro de 2002, exatamente com o nome de Novo Museu. Em 2003, seu nome foi substituído para Museu Oscar Niemeyer, em homenagem ao seu projetista. O que chama atenção é a rapidez com que o Museu foi erguido, em menos de sete meses, e estima-se que custou aproxima...
08/06/2005 - MUSEUS - IMPERIAL WAR MUSEUM - Londres
Com uma mostra que remonta a história dos principais conflitos no mundo, o Imperial War Museum é bastante popular e uma ótima referência para quem quer entender a história da Europa. Algumas de suas obras são interativas e há uma replica de um campo de batalha do início do século, com trincheiras e reproduções de bombardeios.Inaugurada em Junho de ...
29/08/2005 - MUSEUS - Museu Victor Meirelles
está instalado na casa onde nasceu o artista, um sobrado tipicamente luso-brasileiro do final do século 18, construído na esquina das antigas Rua da Conceição e Rua da Pedreira - atuais Victor Meirelles e Saldanha Marinho, respectiva- mente. Construção inter-mediária entre o tradicional porta-e-janela e os sobrados requintados.Horário de VisitaçãoD...
05/08/2005 - MUSEUS - MEMORIAL DO IMIGRANTE
Com os rumores da abolição e os movimentos libertários, os fazendeiros preocupavam-se com a falta de mão-de-obra para lavoura do café. Bem relacionados politicamente, já vislumbravam nos imigrantes europeus, a continuidade do serviço-escravo, visto que a imigração começou a ocorrer no ano de 1870, anterior a assinatura da Lei Áurea em 1888. Com a...
22/02/2005 - MUSEUS - MCB- Referência no Mobiliário Brasileiro
Móveis, alfaias e objetos de decoração que retratam a vida e os costumes das famílias brasileiras dos últimos quatro séculos. O acervo do Museu da Casa Brasileira, de São Paulo, em seu variado painel que mostra e conta a história da evolução do móvel ...



Capa |  ARTES PLÁSTICAS  |  ARTESANIA  |  ATUALIDADES  |  CARANGO  |  CHARGE  |  CINEMA ANTIGO  |  CLÁSSICA  |  CONTANDO HISTÓRIAS  |  CRÉDITOS  |  CULTURA  |  DEAD ROCK  |  DISCOS / SHOWS  |  EDITORIAL  |  EXPOSIÇÕES  |  F&M FEMININA  |  F&M WORLD  |  FILMES EM CARTAZ  |  FOTOTECA  |  GALERIA VISCONDE  |  GIGANTES DO JAZZ  |  IMPRENSA  |  LITERATURA  |  MAURÍCIO CARDIM  |  MPB  |  MUSEUS  |  PARCERIAS  |  PERSONALIDADES  |  PINTORES  |  PORTFÓLIO  |  PROJETOS  |  QUEM SOMOS  |  RÁDIO  |  REDAÇÃO  |  SAÚDE  |  SPcentro  |  TEATRO  |  TELEVISÃO  |  TENDÊNCIAS  |  TVZONA
Busca em

  
754 Notícias