| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

REVISTA FORMAS & MEIOS
Desde: 03/02/2005      Publicadas: 754      Atualização: 31/10/2005

Capa |  ARTES PLÁSTICAS  |  ARTESANIA  |  ATUALIDADES  |  CARANGO  |  CHARGE  |  CINEMA ANTIGO  |  CLÁSSICA  |  CONTANDO HISTÓRIAS  |  CRÉDITOS  |  CULTURA  |  DEAD ROCK  |  DISCOS / SHOWS  |  EDITORIAL  |  EXPOSIÇÕES  |  F&M FEMININA  |  F&M WORLD  |  FILMES EM CARTAZ  |  FOTOTECA  |  GALERIA VISCONDE  |  GIGANTES DO JAZZ  |  IMPRENSA  |  LITERATURA  |  MAURÍCIO CARDIM  |  MPB  |  MUSEUS  |  PARCERIAS  |  PERSONALIDADES  |  PINTORES  |  PORTFÓLIO  |  PROJETOS  |  QUEM SOMOS  |  RÁDIO  |  REDAÇÃO  |  SAÚDE  |  SPcentro  |  TEATRO  |  TELEVISÃO  |  TENDÊNCIAS  |  TVZONA


 SPcentro

  08/09/2005
  0 comentário(s)


Museu de Arte Moderna Nipo-Brasileira Manabu Mabe

Alckmin autoriza uso de imóvel para instalação de museu nipo-brasileiro no bairro da Liberdade

O prédio localizado no bairro da Liberdade, que já foi uma escola, será transformado no Museu de Arte Moderna Nipo-Brasileira Manabu Mabe. Nesta terça-feira, dia 30, o governador Geraldo Alckmin assinou o decreto que permite o uso por tempo indeterminado do imóvel pelo Instituto Manabu Mabe para a instalação do museu. O ato faz parte dos preparativos para as comemorações do centenário da imigração japonesa no Brasil, em 2008. O decreto foi publicado no Diário Oficial de quarta-feira,31. "Não quero que seja apenas um decreto, mas que seja uma lei, para ter caráter definitivo a cessão do imóvel para o Instituto", afirmou Alckmin. Por isso, o governador enviará projeto de lei à Assembléia Legislativa. O imóvel tem 1.632 metros quadrados de área construída, e lá já funcionou o Grupo Escolar São Joaquim, que depois passou a ser Escola Estadual de Primeiro Grau Campos Salles. Após um incêndio ocorrido em 1993, os alunos foram transferidos e a escola desativada. O prédio foi projetado pelo arquiteto Giovanni Battista Bianchi, em 1991.

São Paulo é a capital do Japão no Brasil

De acordo com o governador, São Paulo pode ser considerado a capital do Japão no Brasil. Ele informou que quase 60% da comunidade japonesa que vive no Brasil está no Estado. Os imigrantes japoneses começaram a chegar ao Brasil em 1908 e, atualmente, a comunidade conta com cerca de 1,5 milhão de pessoas. Manabu Mabe também foi um imigrante japonês. Nascido em 1924, na cidade de Kumamoto-Ken, no sul do Japão, mudou-se para Lins, no interior de São Paulo, aos dez anos de idade. Trabalhou na lavoura e, aos vinte anos, iniciou carreira artística. Naturalizou-se brasileiro em 1959, para poder receber o prêmio de melhor pintor brasileiro na Bienal. Presidido por sua mulher, Yoshino Mabe, o Instituto, uma entidade sem fins lucrativos, tem como objetivo manter viva a imagem do artista plástico Manabu Mabe, morto em setembro de 1997. O Instituto será responsável pela restauração do imóvel e implantação do museu, que vai abrigar as obras de Mabe e também de outros artistas. No evento, o governador recebeu de Yugo Mabe, filho de Manabu, o quadro "Bosque da Cidade", pintado em 1996. A obra de Yugo foi incorporada ao acervo do Palácio dos Bandeirantes. [Francisco Martins]

Museu de Arte Moderna Nipo-Brasileira Manabu Mabe






Capa |  ARTES PLÁSTICAS  |  ARTESANIA  |  ATUALIDADES  |  CARANGO  |  CHARGE  |  CINEMA ANTIGO  |  CLÁSSICA  |  CONTANDO HISTÓRIAS  |  CRÉDITOS  |  CULTURA  |  DEAD ROCK  |  DISCOS / SHOWS  |  EDITORIAL  |  EXPOSIÇÕES  |  F&M FEMININA  |  F&M WORLD  |  FILMES EM CARTAZ  |  FOTOTECA  |  GALERIA VISCONDE  |  GIGANTES DO JAZZ  |  IMPRENSA  |  LITERATURA  |  MAURÍCIO CARDIM  |  MPB  |  MUSEUS  |  PARCERIAS  |  PERSONALIDADES  |  PINTORES  |  PORTFÓLIO  |  PROJETOS  |  QUEM SOMOS  |  RÁDIO  |  REDAÇÃO  |  SAÚDE  |  SPcentro  |  TEATRO  |  TELEVISÃO  |  TENDÊNCIAS  |  TVZONA
Busca em

  
754 Notícias